Find It in Everything de Drew Barrymore

Find It in Everything by Drew Barrymore cover

Em janeiro desse ano a atriz Drew Barrymore lançou o livro Find It in Everything que consiste de uma coleção de fotografias feitas pela atriz ao longo dos anos de coisas em formato de coração.

"Eu sempre amei corações. Como uma linha contínua alcança a coisa mais extraordinária. Ela transmite amor."

“Eu sempre amei corações. Como uma linha contínua alcança a coisa mais extraordinária. Ela transmite amor.”

 

O que eu achei

Find It in Everything é um livro bem simples com fotos tiradas pela própria Barrymore no seu dia-a-dia. Não são fotos feitas com conceitos de fotografia na cabeça e não foram editadas para publicação. Eu particularmente achei esse aspecto despreocupado e natural das fotografias muito atraente. Quem quer ver fotos bem planejadas e trabalhadas não vai gostar desse livro, mas se você gosta de fotos simples, espontâneas e sinceras, Find It in Everything com certeza vai te encantar. Em algumas fotos a Barrymore acrescentou uma explicação, ou um poema, o que deixou o livro ainda mais interessante. Para os amantes da fotografia, vale conferir o livro.

Find it in everything cover

Find it in everything book

Find it in everything book

 

Find it in everything bookFind it in everything bookFind it in everything book

Anúncios

If I Stay de Gayle Forman

Dados do livro If I Stay

If I Stay é um livro que estava na minha lista de livros para ler há um bom tempo. Quando o filme foi lançado eu decidi que era hora de ler o livro pra assistir o filme, coisa que eu ainda não fiz porque a faculdade não deixou!

“I realize now that dying is easy. Living is hard.”

 

enredo e personagens2

If I Stay de Gayle Forman conta a história de Mia, uma adolescente que ama tocar o violoncelo, o que faz com que ela se sinta um pouco como um peixe fora da água na sua família que é toda amante do punk. Mesmo assim, Mia ama seus pais e seu o irmão mais novo, Teddy. Mia também tem em sua vida um namorado, Adam, que toca em uma banda de rock que está começando a ficar famosa.

A história começa com um simples café da manhã e a família decide ir visitar uns amigos, já que não vai ter escola no dia por causa da neve. Então, tudo muda. Acontece um acidente de carro e de repente Mia se encontra na beira da estrada olhando para os corpos dos pais e o corpo dela mesma. Pelas próximas 24 horas ela segue seu corpo e todas as pessoas a sua volta como uma espectadora, incapaz de comunicar com alguém ou de fazer qualquer coisa para mudar sua situação. Quando uma enfermeira diz para os avós dela que “Ela é que está comandando o show.” (tradução minha), Mia entende que a decisão entre a vida e a morte é somente dela.

O que eu achei

Eu amei esse livro por causa da maneira com ele lida com algo tão grande, vida ou morte? E nós podemos mesmo escolher? Mia se encontra em um espaço entre-vidas, uma sem dor e com sua família, e a outra com dor e a perda da sua família. Sua decisão é muito difícil de ser tomada. Enquanto ela está no hospital ela se lembra de muitos momentos da vida dela com a família, o leitor consegue sentir quanto amor existia entre eles e como vai ser dolorido para a Mia acordar sozinha, sabendo que eles se foram para sempre. As duas coisas que fazem ela hesitar são o Adam e a música. Ela ama o namorado, e ela ama tocar. Música é a outro elemento que torna esse livro tão especial. Há tanta música nele, e tem tanto significado para ela na história que qualquer amante da música vai gostar de ler esse livro.

Se Eu Ficar foi certamente uma leitura excelente e eu vou ler o próximo livro da série, Where She Went, assim que possível. Eu recomendo esse livro para todos os amantes da música por aí e para aqueles que querem ler uma história emocionalmente intensa que vai te deixar grudado nas páginas.

capa de Se Eu FicarIf I Stay foi publicado no Brasil como Se Eu Ficar pela Editora Novo Conceito. A continuação foi laçada em outubro como Para Onde Ela Foi, também pela Editora Novo Conceito.

 

“Sometimes you make choices in life and sometimes choices make you.”

vectors by br.freepik.com

We Were Liars de E. Lockhart

We Were Liars We Were Liars de E. Lockhart está sendo cotado com “O” livro do ano no site Goodreads (clique aqui para ler a matéria). A escolha é feita pelo site com base nos números de acesso dos livros no site. Quando esse livro foi lançado em maio a grande maioria dos booktubers fez vídeos falando sobre ele. E o que esse livro tem demais? Isso não posso contar porque estragaria sua leitura. “What if we could stop being different colors, different backgrounds, and just be in love?”     enredo e personagens2 We Were Liars da E. Lockhart conta a história de Cadence Sinclair e sua família. Os Sinclair são ricos e bem posicionados na sociedade. Todos os verões a família se reúne em sua ilha privada. Lá Cadence se encontra com os primos Johnny e Mirren, e o amigo deles, Gat. O grupo de amigos se autodenomina “Mentirosos”. O livro é narrado por Cadence e ela está tentando se lembrar e entender um acidente que teve dois verões anteriores. Durante a narrativa existem muitos flashbacks que explicam a história da família Sinclair, de como Gat passou a visitar a ilha com o grupo , e os eventos que levaram Ao acidente de Cadence. Ao final ela consegue se lembrar e entender o que realmente aconteceu dois verões atrás. Eu não vou dizer mais nada sobre o enredo porque isso estragaria com a leitura de vocês. É melhor ler We Were Liars sem saber muito sobre o que acontece na história! o que eu achei We Were Liars não é um livro que vai fazer história, mas ele com certeza vai marcar aqueles que o lerem. O livro não tem nenhum personagem que seja extraordinário, eu particularmente não me identifiquei com nenhum deles. A história em si também não seria marcante se não fosse pela brilhante linguagem e técnica de composição da Lockhart. Esse romance é daquele tipo que você começa a ler e não consegue para até chegar no final. Em alguns momentos eu achei a história um pouco lenta e chata, mas a curiosidade de saber o que aconteceu com a Cadance dois verões anteriores que mudou tanto a vida dela me faz continuar lendo avidamente. A linguagem da Lockhart é poderosa, a maneira como ela descreve emoções é extremamente comovedora. Embora We Were Liars não tenha uma discussão explicita sobre dinheiro e como ele afeta o relacionamento das pessoas, a ideia está presente no livro de uma forma bem interessante. Não vou comentar mais sobre isso porque eu teria que falar mais do enredo do livro do que eu quero contar para vocês, mas se você ler o livro vai entender o que eu estou falando. O que eu realmente amei em We Were Liars é que eu não consegui adivinhar qual o evento que mudou a vida desses personagens antes dele ser revelado no final. Eu amo quando uma história é construída tão bem que ela te dá muitas dicas do que aconteceu, mas você só consegue perceber isso quando o evento é contado. Se você quer um livro cheio de maravilhosa linguagem e emoção We Were Liars de E. Lockhart é uma boa pedida! We Were Liars foi publicado em português como Quando Éramos Mentirosos pela editora Leya de Portugal. Até o momento não tenho informações de publicação no Brasil. Caso tenha conhecimento da versão brasileira me mande uma mensagem para atualização.

 

Atualização em 08/11/14 – 18:48

capa do livro Mentirosos de E. LockhartWe Were Liars foi publicado no Brasil como Mentirosos pela Editora Seguinte.

 

We Were Liars by E. Lockhart